Searching...
quarta-feira, setembro 04, 2013

Nada escondido,Câmara aprova o fim do voto secreto no Legislativo

Na prática, contudo, pode ter criado obstáculos para que a medida saia do papel.
Brasília - Em uma ação com o objetivo de diminuir o desgaste da absolvição do deputado Natan Donadon, a Câmara aprovou ontem projeto que acaba com o voto secreto no Legislativo.

Na prática, contudo, pode ter criado obstáculos para que a medida saia do papel.

Sem acordo com o Senado, o presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB-RN), desengavetou polêmica proposta parada havia sete anos e que coloca fim a todas as votações secretas no Congresso, Assembleias Legislativas e Câmaras Municipais.

O texto elimina as votações secretas para a análise de vetos da Presidência.

A votação sigilosa nesse caso é considerada essencial para que o Congresso não sofra pressão.

Apontada como principal motivo da absolvição de Donadon (ex-PMDB-RO) na semana passada, apesar de o deputado estar preso desde junho por causa de uma condenação no Supremo Tribunal Federal, a votação secreta passou a ser o ponto central da agenda do Congresso.

Fonte: Agora.uol.com.br