Searching...
segunda-feira, outubro 14, 2013

Barbosa admite ingressar na política, mas só quando deixar o STF

Presidente do Supremo também criticou o atual sistema político partidário
Ao participar  da 8ª Conferência Global de Jornalismo Investigativo, no Rio de Janeiro, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, admitiu que poderá ingressar na política, mas só quando deixar o STF. Barbosa deixou claro que, somente depois de se aposentar, irá pensar sobre seu futuro profissional.

O presidente do STF foi o palestrante do painel "Brasil – Avanços e Retrocessos Institucionais", mediado pelo professor da Universidade do Texas Rosental Alves e pelo jornalista Fernando Rodrigues.

Joaquim Barbosa também admitiu a possibilidade de deixar o Supremo Tribunal Federal antes da aposentadoria obrigatória, aos 70 anos, Atualmente, o ministro tem 59 anos.


Durante o painel, o presidente do STF criticou o atual cenário político partidário: "não me agrada nem um pouco", disse. Barbosa disse ainda que o Brasil precisa promover alterações no sistema político e partidário, pois a reforma política “tem sido sistematicamente ignorada”. "A política nacional é movida por um combustível nada limpo, que é o dinheiro de origem duvidosa”, alfinetou.

Na opinião de Barbosa, as alterações mais importantes seriam o fim do voto obrigatório, a impossibilidade de candidaturas avulsas, a falta de limites de partidos políticos, e a suposta mercantilização e coronelismo da política. fonte jb