Searching...
segunda-feira, fevereiro 17, 2014

Chuvas causam estragos em diversos municípios do Ceará

As cidades de Farias Brito, Barro, Aurora e Várzea Alegre foram umas das mais prejudicadas
Farias Brito. A intensidade das chuvas que caem por sobre esse município voltou a fazer com que o volume das águas na barragem de Cariutaba, principal distrito de Farias Brito, subisse novamente. Na madrugada de sexta-feira para sábado foram registrados 104 mm na localidade. As ruas próximas ao reservatório ficaram completamente alagadas. A força das águas fez com que imóveis fossem invadidos ocasionando prejuízos. Duas paredes de um prédio comercial abandonado caíram devido à força das águas. Não houve registro de mortes ou de acidentes mais graves.
As chuvas também ocasionaram prejuízos em estradas vicinais que cortam o município. O deslocamento para a sede, distante cerca de 18 Km da comunidade, ficou prejudicado durante todo o fim de semana. A estrada que liga a região de Cajueiro aos municípios de Jucás e Cariús ficou intransitável devido o surgimento de um grande buraco, aberto pela força da correnteza formada pelas águas da chuva.
Conforme dados da Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme), somente neste mês de fevereiro já foram registrados 391,6mm de chuvas na localidade. O índice normal de pluviometria no posto de Cariutaba é de 201,1 mm para o período. Somadas as precipitações em todo o município, os índices de chuvas registradas em fevereiro atingem 732,2 mm.
Em Barro, as precipitações do fim de semana fizeram com que a estrada que dá acesso às regiões de Pitombeira e Riachão permanecesse intrafegável durante grande parte deste último sábado. Parte da estrada foi invadida pelas águas de um riacho que acabou transbordando. Moradores das proximidades precisaram esperar que as águas baixassem para poder transitar por toda a região.
A chuva também foi intensa na região de Aurora. Durante a madrugada de ontem, rajadas de ventos ocasionaram susto aos moradores da sede do município. Na zona rural, agricultores comemoram o retorno das precipitações e o acumulo de água nos reservatórios. O açude localizado na região do distrito de Santa Vitória, bem como o reservatório existente no sítio Pau Branco, tomou boa carga de água e há perspectivas de sangria nos próximos dias, caso as chuvas continuem a cair sobre o município.
Em Várzea Alegre comunidades estão em estado de alerta desde a última semana, quando a parede do açude Fiuza cedeu por causa do volume das águas do reservatório. Cercas e equipamentos de irrigação foram levados pela correnteza. Não houve registro de mortes. Na sexta-feira, um ônibus que fazia o transporte de alunos acabou atolando nas imediações da localidade de Umarí dos Trindades. O veículo transportava estudantes de Queixado, Baixio Verde, Taquari, cajazeiras e Umarí.
Na região de São Caetano, distrito de Naraniu, reparos estão sendo feitos na parede do açude Pedro Elias. Construído em 2012, o reservatório não havia, até então, acumulado tanta água. Moradores da localidade temem que o reservatório não suporte a quantidade de água acumulada das precipitações e acabe rompendo.
Alagamentos
As chuvas também têm ocasionado aborrecimentos à população de Juazeiro do Norte. No bairro Lagoa Seca, os alagamentos são constantes. Ruas do Centro e de bairros periféricos apresentam pontos de alagamento sempre que há precipitações.
As precipitações também foram intensas na Zona Norte do Estado. No dia de ontem, Ipueiras registrou os maiores índices com no America, com 54.2 mm, o posto Matriz 53.0mm, São José de Lontras, com 30.5mm e o posto Ipueiras com 23.0mm.
As precipitações de fim de semana são oriundas da proximidade de um ramo da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) e da atuação do Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN) sobre o oceano, segundo a Funceme. As chuvas deverão persistir até quarta-feira devido à continuidade de atuação desse sistema sobre o Estado.
Nesta segunda-feira, a previsão do órgão é de predomínio de céu parcialmente nublado com chuvas isoladas na faixa litorânea e centro-sul do Estado do Ceará devido ao posicionamento do VCAN que deverá persistir sobre o oceano e de um ramo da ZCIT. Nas demais regiões cearenses, segundo a Funceme, há possibilidade de chuvas isoladas.
"A atuação do vórtice e de um ramo da Zona de Convergência Intertropical são responsáveis pelas chuvas e a tendência é que continuem até quarta-feira, com chuvas em todo o Estado. A partir de quinta-feira de forma moderada e concentradas no litoral", informa a meteorologista Deise Moraes.

Mais informações: 
Funceme Avenida Rui Barbosa, 1246, Aldeota, Fortaleza Telefon: (085) 3101-1088
 

Roberto Crispim
Colaborador