Searching...
sábado, março 15, 2014

Bráulio Bessa, o Luiz Gonzaga dos tempos modernos

De Alto Santo para o mundo, a cultura nordeste defendida por um cabra da peste.

Bráulio Bessa Uchoa - Nação Nordestina
Se você é apaixonado pela cultura nordestina ou simplesmente já compartilhou alguma mensagem relacionada ao orgulho de ter nascido no Nordeste, é impossível não ter conhecido a fan page “Nação Nordestina”. A página no facebook que divulga a cultura da nossa região foi criada por um cearense de Alto Santo, Vale do Jaguaribe. Desde 2011, Bráulio Bessa Uchoa, mantém a página, uma das mais acessadas do Brasil. Bráulio já é considerado entre os nordestinos como o Luis Gonzaga da era digital, que ao invés de cantar e encantar com uma sanfona, canta, encanta, defende e promove nossa cultural através das redes sociais com suas postagens criativas.

Todos os dias ele divulga fotos de comidas típicas, músicas, lugares, momentos e tudo mais o que diz respeito ao Nordeste. Uma das seções mais comentadas e compartilhadas é o “Curso Intensivo de Nordestinês”.

Bráulio conta que decidiu criar a página depois que viu notícias de preconceito contra nordestinos nas redes sociais. “Quando eu vi aquela história de ‘afogue um nordestino’, vi que alguém tinha que fazer alguma coisa em defesa. Pensei: vou criar um blog, página na internet, para manter viva e defender nossa cultura”, relembra em uma matéria do Diário do Nordeste.


Foi aí então que Bráulio percebeu que não era preciso estar em uma grande cidade para divulgar sua idéia aos quatro ventos. A inspiração do nome da página Bráulio encontrou no título do álbum de 2006, do paraibano Zé Ramalho. O webdesigner lembra no decorrer da matéria exibida pelo DN que compartilhou a palavra “arretado” entre os amigos. No primeiro dia, 800 membros curtiram a página. Em uma semana mais de 10 mil passaram a seguir a “Nação”. E a média diária, segundo ele, tem se mantido entre mil e 1,5 mil novos membros.

Foto: Facebook