Searching...
segunda-feira, março 17, 2014

UMA SECRETÁRIA EXECUTIVA COMPETENTE: Inês Távora

Ela faz parte do corpo técnico da Associação dos Municípios do Maciço de Baturité (AMAB) há mais de 16 anos. 

Inês Távora
Ser Secretária Executiva não é apenas uma questão de opção, mas um verdadeiro desafio que somente as profissionais preparadas e capacitadas podem exercer a profissão com eficiência e eficácia, no mundo corporativo que vivenciamos hoje.

Em atendimento às frequentes mudanças e tendências que vêm ocorrendo no mundo dos negócios, como a Globalização, Mercosul e outras, o mercado profissional exige cada vez mais um novo perfil do Secretário Executivo, que conquista um espaço de grande relevância não somente na execução de suas atividades específicas, mas atuando também no contexto direcional e gerencial das mais diversas organizações nacionais ou internacionais, onde são capacitadas para:

Planejar, organizar e executar atividades secretariais específicas; 

Assessorar direta ou indiretamente executivos; 

Participar e discutir objetivos e metas da organização, adotando a filosofia empresarial e intermediando em atos decisórios da mesma; 

Redigir textos profissionais inclusive em idiomas estrangeiros, utilizando a comunicação geral e as técnicas secretariais; 

Organizar eventos dentro de regras protocolares (Cerimonial) e de etiqueta social; 

Organizar arquivos e controlar documentos e correspondências, distribuindo-os dentro de sua complexidade e importância; 

Compreender os campos da administração e recursos humanos, contabilidade, economia geral, direito e matemática comercial, legislação social, comércio internacional, técnicas redacionais e secretariais, organização de eventos e enquanto bilíngüe, atuar nas quatro habilidades (fala, escrita, leitura e audio-compreensão) dos idiomas;

Atuar nas diversas organizações existentes, em níveis de assessoria, gerência, diretoria, liderança e outros, capacitados a adaptar-se frente a mudanças.

A Secretária Executiva utiliza, além das técnicas secretariais, ferramentas de motivação, liderança, comunicação, gestão, dentre outras, para o desempenho das suas funções. Neste contexto uma mulher se destaca em território cearense, estamos falando da economista Maria Inês Rocha Fernandes Távora, Secretaria Executiva da AMAB, que há mais de 16 anos faz parte da história da entidade, contabilizando em seu currículo a superação de desafios e inúmeras conquistas.

A AMAB agrega 15 municípios, 13 da Região Administrativa do Maciço de Baturité e dois (Guaiúba e Caridade) pertencentes a outras regiões do Estado do Ceará, mas que, no entanto, solicitaram sua inclusão como sócios da AMAB. Compõem a Associação as cidades de Acarape, Aracoiaba, Aratuba, Barreira, Baturité, Capistrano, Caridade, Guaiúba, Guraramiranga, Itapiúna, Mulungu, Ocara, Pacoti, Palmácia e Redenção, perfazendo um total de mais 230 mil habitantes.

Foto: Facebook