Searching...
quarta-feira, abril 09, 2014

Atenção Gestores do Maciço: Governo do Estado lança Edital Ceará Junino 2014

Estão abertas até o próximo dia 02 de maio as inscrições para o Edital Ceará Junino 2014, da Secretaria da Cultura do Governo do Estado. Através do edital (clique aqui para acessá-lo), a administração estadual apoiará projetos e ações que tenham por objetivo identificar e difundir as tradições regionais cearenses voltadas para os festejos juninos do Estado do Ceará. O Edital apoiará projetos em duas categorias: Festival de Quadrilhas Juninas e Apoio aos Grupos Juninos.

A categoria “Festival de Quadrilhas Juninas”, que terá 21 projetos selecionados, compreende eventos com programação cultural fiel às tradições juninas, contendo apresentações de quadrilhas juninas adultas, com casamento, grupo musical regional (sanfona, zabumba, triângulo e pandeiro), festival de comidas típicas, feiras de artesanatos, manifestações artísticas, tradicionalmente populares como grupos de dança do coco, bumba meu boi, maneiro pau etc.

Já a categoria “Apoio aos Grupos Juninos”, que terá 100 projetos selecionados, compreende iniciativas que estimulem e valorizem expressões artísticas e culturais, que fomentem o desenvolvimento de grupos de Quadrilhas Juninas adultas e infantis, bem como sua rede responsável pela produção de manifestações culturais típicas do período junino no Estado do Ceará.

Através do Edital, o Governo do Estado investirá R$ 2,12 milhões (dois milhões e cento e vinte mil reais) no apoio a projetos culturais. Pelo menos 50% dos recursos serão destinados a projetos oriundos do Interior do Estado. A Secretaria da Cultura do Governo do Estado destaca, ainda, que o Edital Ceará Junino 2014 já está adequado ao Decreto Estadual 31.406,09, que regulamenta a Lei Complementar 119/2013, definindo novas regras para assinatura de convênios com o Estado.

“Este processo de adaptação aos novos procedimentos tem demandado um esforço conjunto de toda a equipe da Secult, no sentido de garantir que todos os proponentes tenham resguardada a garantia de recebimento de recurso em acordo com a nova legislação”, ressalta Paulo Victor Feitosa, secretário executivo da Secult.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Secult