Searching...
terça-feira, maio 13, 2014

Pela segunda vez neste ano, vereadores de Baturité aprovam afastamento de prefeito

Bosco Cigano já havia sido afastado em fevereiro deste ano, após protestos da população. Ele voltou ao cargo quatro dias depois, por decisão da Justiça.

Bosco Cigano
Vereadores de Baturité, a 100km de Fortaleza, aprovaram agora nesta segunda-feira, 12, novo afastamento do prefeito Bosco Cigano (Pros) do cargo. A suspensão do mandato do prefeito ocorreu em sessão turbulenta da Câmara Municipal, com presença de integrantes da União dos Vereadores do Ceará (UVC). Em meio aos embates, o presidente da Casa, Renaldo Braga, abandonou a sessão.

Segundo vereadores, afastamento ocorre pois o prefeito estaria “intervindo” em instalação de CPIque busca investigar irregularidades na Prefeitura– denunciadas em relatório do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) em março deste ano. Em meio a protestos da população, Bosco Cigano já havia sido afastado pela Câmara em fevereiro, mas retornou ao cargo quatro dias depois por decisão da Justiça. 

Segundo a vice-prefeita do Município, Cristiane Braga (PT), vereadores já tentavam afastar novamente o prefeito desde março. Eles vinham sendo impedidos pelo presidente da Câmara, que derrubava as sessões sempre que se tentava votar o pedido. “Hoje, com a presença do presidente da UVC, Audic Mota, ele não derrubou. Aí sessão da sessão”, diz.

Já o presidente da Câmara nega agir no sentido de impedir o afastamento. Ele questiona, no entanto, a forma como os vereadores aprovaram a medida. "Foi feito de uma forma totalmente irregular. Eu tentei apenas agir dentro da legalidade, até para evitar que o prefeito seja reconduzido ao cargo logo depois", diz. 
Com informações O POVO ONLINE