Searching...
quarta-feira, agosto 13, 2014

Abalado, Cid Gomes abandona compromissos ao saber da morte de Eduardo Campos

O governador do Ceará, Cid Gomes (Pros), estava em Juazeiro do Norte quando recebeu a notícia da morte do seu ex-aliado e candidato à presidência da república, Eduardo Campos (PSB). Ao fim da cerimônia, o chefe de estado foi abordado por jornalistas e ficou abalado com a notícia, informou a assessoria de comunicação da Casa Civil.
Cid estava em Juazeiro para a inauguração da primeira unidade do projeto Vapt Vupt, mas, ao saber da morte do ex-companheiro, pegou imediatamente um voo com destino a Fortaleza.
Cid e Campos eram pilares do PSB
Em 2005, enquanto Cid Gomes se filiava ao Partido Socialista Brasileiro (PSB), Eduardo Campos se tornava o presidente da sigla. Em 2006, ambos foram eleitos governadores: Campos em Pernambucano e Cid no Ceará. Em 2010, ambos foram reeleitos.
Duas grandes forças do PSB, Cid e Campos chegaram ao fim da parceria para a disputa da presidência da república de 2014. Apesar do político pernambucano solicitar o apoio do governador cearense, Cid Gomes se desligou do PSB para apoiar Dilma Rousseff, se transferindo para o Partido Republicano da Ordem Social (PROS).
Via DN.