Searching...
quinta-feira, novembro 06, 2014

Pai mata estuprador da filha após convidá-lo para jantar

Vinod Kumar, de 36 anos, torturou o homem antes de estrangulá-lo até a morte. Ele se entregou às autoridades locais e será processado por homicídio.

Um indiano de 36 anos torturou e assassinou o homem que acredita ter estuprado sua filha após convidá-lo para um jantar, informou a rede CNN nesta terça-feira. Vinod Kumar se entregou à polícia e confessou ter preparado uma armadilha para o criminoso que abusou sexualmente de sua filha de 14 anos. A decisão agir contra o agressor depois de descobrir que a jovem estava grávida, informou o jornal italiano Corriere della Sera.
O homem, um fornecedor de remédios que vivia na mesma vizinhança de Kumar, em Nova Délhi, foi sedado com drogas colocadas em sua comida e bebida. Ele foi amarrado com um lençol de cama e teve as genitálias queimadas antes de ser estrangulado até a morte. Chocado com a violência contra a filha, ele lançou mão de uma atitude assustadora ao se colocar no papel do Estado e da lei. Preso, vai responder por homicídio.
Segundo o vice-comissário de polícia, R.A. Sanjiv, Kumar declarou à polícia que o estuprador abusou de sua filha há dois meses. Ele não reportou o crime às autoridades porque acreditava que a honra de sua família poderia ser manchada perante a sociedade.
Uma autópsia ainda está sendo realizada no corpo do estuprador. A próxima etapa da investigação é reunir indícios que comprovem as alegações feitas pelo homem, já que confissões a policiais não são aceitas como provas pela Justiça da Índia.
Kumar é casado e pai de quatro filhas e dois filhos. O homem que ele matou tinha 45 anos, era casado e pai de um filho e duas filhas. Segundo a imprensa indiana, o agressor ameaçou a vítima caso ela contasse alguma coisa a alguém. Mesmo assim, ela contou para o pai sobre o crime no mesmo dia.