Searching...
quinta-feira, abril 23, 2015

Desespero toma conta do cenário politíco de Baturité

O professor vai registrar um Boletim de Ocorrência (BO) na Delegacia Municipal de Baturité contra o ex-prefeito Bosco Cigano.


Agressão do ex-prefeito contra professor já virou piada nas redes sociais.

 

A Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Ceará (OAB-CE), divulgou que vai acompanhar de perto o caso de agressão por parte do prefeito afasta de Baturité, o famoso Bosco Cigano, contra o advogado e professor João Batista “ Batistinha”, durante uma assembleia para discutir a situação do Itamaracá Clube, na noite da última terça-feira (21) na própria cidade de Baturité. 


A OAB-CE irá encaminhar a formalmente a denúncia recebida à Comissão de Defesa das Prerrogativas para análise urgente, solicitando em regime de urgência as ações cabíveis contra o agressor, garante o presidente da Ordem, Dr. Valdetário Andrade.


Segundo publicação do Diário do Norte, o motivo da agressão, segundo o advogado, foi a insatisfação do prefeito afastado em não querer cumprir o tempo determinado de três minutos para intervenção, como teria sido determinado pela assembleia. Enquanto discursava, Bosco foi interrompido duas vezes e, em um gesto inesperado, deu um soco no rosto de João Batista. 


Logo em seguida, o Bosco Cigano correu em direção ao professor e desferiu vários outros socos e chutes. A prefeita em exercício Cristiane Braga, presente no local, ficou estarrecida e chamou a Polícia.


Bosco Cigano e outros seis servidores da Prefeitura de Baturité estão suspensos de suas funções públicas e proibidos de ter acesso aos prédios de repartições públicas do município, após ordem da desembargadora Francisca Adelineide Viana, do Tribunal de Justiça do Ceará (TJ/CE). O prefeito, que teve seu mandato barrado pela terceira vez neste ano, alega que não cometeu nenhum crime e entrou com recurso contra a decisão judicial.