Searching...
terça-feira, junho 09, 2015

Canindé: afastado, Celso ainda não foi encontrado para ser notificado

Depois de ter sido afastado do cargo por um período de 90 dias, o prefeito de Canindé, Celso Crisóstomo (PT), está agora sendo procurado para ser notificado do processo de cassação aberto, na última sexta-feira, pela Câmara de Vereadores. Celso está afastado por um período de 90 dias após dois anos e meio de uma tumultuada administração, que é marcada por denúncias de irregularidades na aplicação de recursos do município.

O pedido de impeachment, que foi apresentado à Câmara pelo suplente de vereador Janael Cordeiro (PP), cita dentre outros fatos para justificar a cassação, o relatório da ‘CPI da Iluminação Pública’ e a decisão judicial que condenou Celso Crisóstomo por uso indevido de recursos.

Celso é acusado de usar R$ 3 milhões (três milhões de reais) da conta de iluminação pública para o pagamento do consumo de energia elétrica de prédios da Prefeitura. O desvio de conduta é considerado crime de improbidade administrativa.

“Ao ser notificado dos fatos, o prefeito afastado deverá apresentar sua defesa e apontar as testemunhas para serem ouvidas em sua defesa, no processo que pede sua cassação”, disse a vereadora Karlinda Coelho (PSDC), relatora da Comissão Processante. Segundo Karlinda, “um funcionário da Câmara Municipal foi designado para tentar localizar Celso Crisóstomo e proceder com a devida notificação’’.

COMISSÃO PROCESSANTE
A Comissão Processante instalada na Câmara Municipal tem prazo de 120 dias para concluir todo o processo que pede a cassação do prefeito Celso Crisóstomos. A Comissão é formada pelos vereadores Édson Cavalcante (presidente), Karlinda Coelho (relatora) e Maninho Barroso (membro).

Com informações do Ceará Agora