Searching...
quarta-feira, março 02, 2016

Polícia faz perícia em tubarão durante buscas por neto de Chico Anysio

Morador de Quissamã diz que viu o jovem entrar no mar. Na areia, as roupas do rapaz foram encontradas dobradas e com documentos por cima.

Rian Britto de Oliveira Paula, neto de Chico Anysio, está desaparecido desde o último dia 23 e há suspeitas de que o jovem possa ter se afogado ao entrar no mar. Um tubarão pescado na manhã desta segunda-feira, em Quissamã (RJ), região onde foram encontrados os documentos do jovem, foi periciado pela Polícia Civil para verificar se dentro do animal havia algum pedaço de corpo humano, porém nada foi encontrado.

Um morador da região disse à Polícia Civil que viu o jovem entrar no mar, onde fica o Parque Nacional de Jurubatiba,no Rio De janeiro. O tubarão foi pescado de manhã por Fabio dos Anjos Andrade, de 29 anos, que em entrevista à imprensa disse que os policiais examinaram o peixe e não encontraram nenhum indício de carne humana.

A camisa, chinelos e documentos do jovem foram encontrados na Praia do Paulista, que fica entre a região de Quissamã e Carapebu, no Rio de Janeiro. O local é de difícil acesso, porém é bastante frequentado durante os fins de semana.

Um helicóptero deve sobrevoar a região da orla de Quissamã ainda hoje para ajudar nas buscas. Mergulhadores do Corpo de Bombeiros estão desde ontem fazendo busca pela praia.

De acordo com o pai de Rian, o ator Nizo Neto, o jovem era amante da natureza e gostava de fazer trilhas pelas matas, o que pode ter motivado a ida ao local.  De acordo com o site O GLOBO, amigos da família afirmam que Rian aparentava estar deprimido antes do desaparecimento. O site ainda informa que Rian era seguidor da doutrina do Santo Daime, que tem cultos nos quais as pessoas bebem um chá de ayahuasca, feito com plantas que têm substâncias alucinógenas, para iniciar um processo de autoconhecimento e purificação.

Em meio às postagens de pedido de buscas e de “#‎vocêviuorian%u202C? Pelas redes sociais, o pai de Rian disse que a família está desesperada e pede que as pessoas parem de fazer “trollagem” sobre a situação.

VIA OPN.