Searching...
sexta-feira, abril 01, 2016

Desembargadora decreta afastamento do prefeito de Itapajé e de vereador por fraude e falsidade ideológica

A Desembargadora Lígia Andrade de Alencar Magalhães, membro do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, decretou o afastamento do prefeito de Itapajé, Ciro Braga (PTB), e do vereador Idervaldo Rodrigues Rocha (PR), de suas funções públicas pelo período de 90 (noventa dias).
Além do afastamento, a desembargadora determinou quebra de sigilo bancário e fiscal dos dois políticos e proibição de que os dois tenham acesso ou frequentem repartições públicas do município pelo prazo determinado, para prevenir destruição ou ocultação de provas.
Ciro e Ider são acusados pelo Ministério Público Estadual de falsificação de documento público, falsidade ideológica, inserção de dados falsos em sistema de informação, fraude em procedimento licitatório, extravio de documento e peculato.
Investigação
O MP abriu investigações contro o prefeito e o vereador a partir de uma notícia-crime protocolada pelos vereadores de oposição João Câmara, Josifran Alves e Dimas Cruz.
Segundo os parlamentares, houve irregularidades na licitação, reforma e cessão de um galpão da antiga Usina Gomes, na Rua Vitalino Peixe, s/n, no Bairro Paulo Vieira de Mesquita, local onde foi instalada em 2013, a título de geração de emprego, uma linha de produção industrial. Na época Idervaldo Rocha era presidente da Câmara.
Os promotores responsáveis pela investigação já notificaram o presidente da Câmara, Francisco Cruz, do afastamento.
A informação é do Blog do jornalista Mardem Lopes.