Searching...
quinta-feira, abril 14, 2016

Estudantes cearenses desenvolvem carregador solar para celulares


Os celulares estão cada vez mais modernos, porém as baterias não acompanham o ritmo da tecnologia e não duram muito. Ter uma tomada sempre à disposição é um desafio para quem usa smartphone. Pensando nisso, os alunos de duas escolas estaduais do Ceará se uniram e desenvolveram um carregador portátil feito com material reciclado que utiliza energia solar. 

A ideia foi uma iniciativa dos estudantes dos cursos profissionalizantes de rede de computadores da escola Lysia Pimentel, em Massapê, e da escola Francisca Neilyta, em Sobral, que se encontravam para falarem sobre assuntos tecnológicos.

Em 2015, surgiu um protótipo inovador, que aliava tecnologia e consciência ambiental, o carregador que funcionava com energia do sol. Para pôr em prática a produção, os jovens receberam o apoio do programa Mini empresa da Junior achievement (JA)do Ceará, que desperta o empreendedorismo nos jovens.

Segundo o JA, a ideia do carregador portátil dos alunos merecia um apoio para que o empreendedorismo dos alunos fosse desenvolvido. Então, coma  ajuda do Miniprograma os launso foram capacitados para produzirem o primeiro carregador e a empresa de vendas LightConnect S/AE foi criada e é administrada pelos alunos.

De acordo com o estudante Rillck Guilherme, 16 anos, o circuito do produto transforma a intensidade da luz, que pode ser do sol ou artificial, e converte em volts. Para o estudante participar do desenvolvimento desse produto é muito gratificante  poder ajudar a sociedade de alguma forma.

Para Emanuel Victor, 15 anos, diretor de marketing da empresa, a expectativa é que o projeto sirva de exemplo e que a ideia de sustentabilidade se expanda pelo Brasil.

Henrique Diovanni, professor de geogarfia e voluntário do JA , foi orientador no projeto e diz que é muito gratificante contribuir com a formação dos alunos e ajudar a desenvolver um produto sustentável que representa uma alternativa para a economia de energia.  

O projeto ganhou um Prêmio de inovação, tecnologia e sustentabilidade em 2015 e desde então já foram encomendados 500 carregadores.

O carregador portátil custa 80 reais é abastecido com a luz solar, porém também pode receber energia de alguma tomada e ser armazenada.

Para encomendas: