Searching...
quinta-feira, dezembro 22, 2016

67 trechos das estradas do CE têm problemas como buracos e obras

Os motoristas que se preparam para viajar neste fim de ano devem redobrar a atenção em, pelo menos, 67 trechos das rodovias estaduais e federais no Ceará. A preocupação são buracos, obras e problemas de sinalização em alguns pontos. Operações especiais das polícias rodoviárias Federal (PRF) e Estadual (PRE) já foram montadas e devem começar a partir de amanhã.

Total de 27 trechos das estradas cearenses estão passando por obras. Dessas, 23 ocorrem em rodovias estaduais. São ações de duplicação, pavimentação e reparos no asfalto. A obra de maior extensão ocorre na CE-292, entre Crato e Nova Olinda, onde é feita restauração em 58 quilômetros da via.

Nas BRs, os motoristas devem ficar atentos aos buracos. Ao todo, são 17 trechos que apresentam interferência. Há buracos em 6 das 9 rodovias federais que cortam o Estado. Os casos mais graves estão na BR-402, no trecho entre Amontada e Itapipoca. Segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), na área há “quantidade significativa de buracos”.

Já os problemas de sinalização abrangem pelo menos 19 trechos das rodovias. A situação mais precária ocorre na BR-304, que tem sinalização deficiente desde o km 0 até o 308,8, entre o entrocamento para Parambu até Canindé.

Outros quatro trechos das rodovias têm interferências como desvio de tráfego.

Cuidados
A recomendação da PRE é, nas viagens, obedecer as leis de trânsito e observar o limite de velocidade da via. O tenente Elton Oliveira alerta para a possibilidade de pista molhada em alguns trechos. Nesse caso, a recomendação é evitar aumentar a velocidade. “Em trechos com obras, se for possível evitar, é melhor”, indica. De acordo com o porta-voz da PRE, as CEs que mais devem receber motoristas são a 040 e a 085. O órgão e a PRF não divulgaram expectativa de fluxo nas estradas neste fim de ano.

A PRF iniciou operação especial para o feriado que deve durar até o dia 31 de janeiro, para abranger também as férias escolares. O foco é o combate às infrações que resultam em acidentes graves, como excesso de velocidade e embriaguez ao volante. Entre 16 de dezembro de 2015 e 31 de janeiro de 2016, o órgão registrou 118 acidentes graves, com 311 feridos e 43 mortos.


A PRE também deverá intensificar a fiscalização. Detalhes da operação serão divulgados hoje.