Searching...
quarta-feira, agosto 09, 2017

Produção industrial do Ceará tem segunda maior alta do país no mês de junho

A produção industrial cearense cresceu 4,3% em junho deste ano, se comparado com o mesmo período de 2016. Segundo a Pesquisa Industrial Mensal Regional (PIM Regional) divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o estado foi o segundo do Brasil entre os 14 pesquisados com a maior alta, atrás apenas do Espírito Santo. O índice do Ceará foi bastante superior ao nacional equivalente ao mesmo período, de 0,5%.

Os demais índices positivos são de São Paulo (3%), Minas Gerais (2,9%) e Rio Grande do Sul (2,1%), que também mostraram maiores taxas que a de crescimento nacional, Paraná (0,5%), Goiás (0,4%) e Amazonas (0,1%). As quedas ficaram por conta de Bahia (-10,9%), Pernambuco (-2,9%), Pará (-2,1%), Santa Catarina (-0,9%) e Rio de Janeiro (-0,1%).

O acumulado do primeiro semestre na produção industrial também foi de 0,6%. De maio para junho, o crescimento no Ceará foi de 0,1%, terceiro índice positivo na comparação entre os meses. De acordo com o diretor de Estudos Econômicos do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), a área que se destacou mais no período foi a metalurgia, que cresceu 122,9%, com a produção de tubos, chapas, canos, bobinas, aparelhos eletrônicos, vestuário e calçados de couro sintético. Já os setores que sofreram retração no período foram o de coque, produtos derivados de petróleo e biocombustíveis (-15,5%), de produtos não-metálicos (-16,7%) e de outros produtos químicos (-18,9%).

Com informação da Rádio Verdes Mares