Searching...
quinta-feira, janeiro 04, 2018

CASAL REATA PELA 4ª VEZ: Neymar e Bruna Marquezine em clima de romance

Depois de muitos dribles no destino, o casal "Brumar" está de volta. Bruna Marquezine e Neymar podem comemorar: agora são tetra. Aos 45 minutos do segundo tempo de 2017, os pombinhos reataram pela quarta vez, concedendo-se uma prorrogação que ninguém sabe quanto tempo irá durar.

Das arquibancadas, os torcedores shipam essa love story com o fôlego suspenso, como se assistissem a um mata-mata de Libertadores ou a uma disputa de pênaltis em final de Copa do Mundo. Véspera de ano novo, quando todas as esperanças se renovam e as temporadas futebolísticas estão suspensas, a dupla foi se concentrar em Fernando de Noronha (PE), espécie de Granja Comary dos casais apaixonados.

De lá, o jogador e a atriz promoveram um tiki-taka amoroso, com troca rápida de mensagens curtinhas, mas altamente glicosadas. Pelo Instagram, por exemplo, antes de voltar a segui-la, Neymar derreteu-se: "Quando vi, já estava nos teus braços. Love you.” E, ao modo de Caetano, deixou escapar: “Pretinha".

Bruna não fez por menos: curtiu uma foto do atleta ao lado do filho, Davi Lucca, e, quando o craque menos esperava, deu um carrinho por trás do cangote, arrasando com as defesas do enamorado. Artífice da dramaturgia e ciosa das manhas do galanteio feminino, Marquezine atacou de Caio Fernando Abreu, de quem selecionou um trecho buliçoso: "Eu quero nós. Mais nós. Grudados".

O idílio no Nordeste, porém, logo chegaria ao fim, e Neymar precisou se despedir das férias e da amada. Outro lance novelesco, a cena final do beijo que antecedeu o embarque no aeroporto fez lembrar o desfecho de um clássico, mas do cinema. Em Casablanca, prestes a se separar do grande amor de sua vida, Humphrey Bogart se vira para Ingrid Bergman e desabafa: "Nós sempre teremos Paris".

Nessa hora, os brasileiros suspiram. Afinal, num país que convive todos os dias com a certeza dos carinhos postiços de Michel e Marcela Temer, o único consolo que resta é lembrar: nós sempre teremos as cálidas reviravoltas de Bruna e Neymar.


HENRIQUE ARAÚJO