Searching...
quinta-feira, janeiro 04, 2018

Morre aos 83 anos o ex-prefeito e médico de Quixeramobim, Antônio Machado

Morreu, por insuficiência respiratória, aos 83 anos, na noite desta terça-feira, 02, em sua residência em Quixeramobim, o ex-prefeito e médico Antônio Machado.

Dr. Antônio, como popularizou-se em Quixeramobim, deixou uma marca na medicina do município e da região. Foram mais de 50 anos dedicados a uma profissão que amava. Na política, governou o município em fases difíceis.

Antônio enfrentava problemas de saúde. Em outubro de 2017 esteve internado no Hospital São Carlos, em Fortaleza, onde fez tratamento para eliminação de líquidos pleurais.

Nesta quarta-feira, 03, o velório acontece no Centro de Velório, na rua Cônego Aureliano Mota. Às 15h30, o corpo será encaminhado à Prefeitura de Quixeramobim para a realização de homenagem. Após isso, às 16 horas, ocorrerá a Missa de Corpo Presente, na Igreja Matriz de Santo Antônio e, em seguida, o corpo será sepultado no cemitério Nossa Senhora do Carmo.

O Dr. Antônio
Profissional vindo de internato diocesano, sempre foi dedicado aos estudos. Formando-se em Recife, no Estado de Pernambuco, optou voltar ao seu Quixeramobim, onde dera início a sua vida de médico.

O exercício da medicina não é tarefa fácil. Sem estrutura adequada, muitas foram as vezes em que realizou cirurgias em salas improvisadas, sob mesas inadequadas, nas horas mais diversas. Não havia expediente determinado. A necessidade de quem padecia de enfermidade ditava quando e onde doutor Antônio deveria atuar. E, mais do que um médico, sempre encontrava-se em Antônio a figura de um humanista atencioso e cheio de cuidados com todos os que o procuravam, indiscutivelmente o grande amigo dos pacientes. Ajudou, junto de tantos outros, a construir o Hospital Regional Dr. Pontes Neto, que se tornou referência regional em saúde.

O prefeito Antônio Machado
Doutor Antonio Machado viu na política uma forma de poder ampliar o alcance de suas ações. Foi vice-prefeito e prefeito de Quixeramobim, exercendo um mandato voltado para o atendimento aos mais carentes. Em tempos difíceis de seca, fome e escassez de recursos públicos, a ação social e a saúde foram as prioridades de sua gestão.

Foi na gestão de Antônio, de 1989 a 1992, que ergueu-se um dos maiores bairros da cidade: O Conjunto Esperança.

Mas foi mesmo na medicina que Antônio, o filho do seu Afonso, o menino querido da dona Sinharinha, foi pleno. Levantar cedo, pegar o carro e ir ao sertão atender, era o que fazia, conservando o brilho de seus olhos. O ex-prefeito e médico fez do seu ofício sua própria vida.

Homenagem
Em 2015, na 4ª edição do Jornal SerTão, publicação do Sistema Maior de Comunicação, a história do político e médico ganhou destaque no quadro “Nossa gente, Nossa História”, com orientação da Fundação Canudos.

Dr. Antônio era casado com Aldenora Machado. Deixa, além da esposa, seis filhos, três homens e três mulheres.


Repórter Ceará