Searching...
quinta-feira, maio 23, 2019

Governo Federal destina mais de R$ 11 milhões à construção de cisternas no Ceará

O anúncio do Governo Federal de que o Programa Cisternas vai receber reforço de R$ 108 milhões para a construção de reservatórios de água em escolas rurais e propriedades de agricultores familiares do Semiárido do Nordeste deixa uma perspectiva animadora entre moradores do sertão e agentes sociais historicamente envolvidos na mobilização e construção das unidades.

Somente no Ceará, serão construídas 829 unidades em escolas rurais. O investimento total será de R$ 11,9 milhões. O reforço orçamentário deve ser favorável para ampliar o número de cisternas de um programa de tecnologia de convivência com a seca bem avaliado e de efetividade na segurança hídrica das famílias sertanejas. O orçamento do Governo Federal para este ano, aprovado em 2018, previa inicialmente a liberação de R$ 75 milhões para o programa de cisternas.

O custo médio de uma cisterna de placa de primeira água é de R$ 3.280,00, no Ceará. Quem dispõe de uma unidade mostra a alegria de dispor de água limpa ao longo do ano. "Nem se compara com a água do caminhão-pipa", disse a dona de casa, Marlene Lima, da localidade José de Alencar, zona rural de Iguatu. Segundo ela, são as cisternas que vão garantir o abastecimento de água da comunidade após o fim das chuvas. "A gente está acumulando água para depois usufruir aos poucos".

DN